Comprar licenciamento de Produtos Digitais Americanos: Vale a Pena? - Nerd Rico

Blog

Comprar licenciamento de Produtos Digitais Americanos: Vale a Pena?

Rafael Cruz
Escrito por Rafael Cruz
Comprar licenciamento de Produtos Digitais Americanos: Vale a Pena?
Junte-se a mais de 5248 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Em outros artigos, já falei sobre um dos tipos mais lucrativos de negócio na internet (e pouco conhecido no Brasil): o licenciamento de produtos digitais. Mas hoje vamos falar sobre comprar licenciamento de produtos digitais americanos. Será que vale a pena e é seguro mesmo?

Licenciamento é quando você adquire direitos sobre algo. No cinema e TV, por exemplo, é quando você tem direitos de exploração de imagem, de algum livro, roteiro original ou marcas (de jogadores, artistas ou corporações).

Normalmente você precisa pagar toda vez que explora essa licença comercialmente.

No mundo digital, existe uma versão muito interessante desse negócio, que são licenças de produtos PRONTOS, que você paga uma vez e tem direito de revendê-lo e ficar com 100% do lucro, usando para sempre aquela marca ou conteúdo.

E o melhor, em se tratando de um produto 100% digital, muitas das vezes você ainda recebe no pacote da licença, TODO o material de marketing PRONTO para uso.

Existem vários tipos de licenciamento de produtos digitais, mas o que eu mais recomendo (e é o mais lucrativo na internet) é o produto PLR, que dá direito de editar todo o material e lançá-lo no mercado como se fosse seu.

Ou seja, para montar o seu negócio com licenciamento de produtos digitais, você não precisa criar um produto e nem ficar perdendo tempo criando copy de venda, sequências de emails, páginas de capturas, estudando dores e desejos de persona…

Já está tudo pronto pra você.

Você só precisa aprender a encontrar as melhores licença nos sites americanos, usar uma estratégia para vender muito estes produtos e colocá-los em plataformas online de vendas, como o Monetizze, por exemplo. Te falei o passo a passo ao licenciar um produto digital neste artigo.

Para você ter ideia do quanto esse negócio é lucrativo, no mercado americano, existe um site chamado Clickbank, que produz literalmente MILHÕES de produtos digitais disponíveis à venda. Muitos deles são licenciados.

E os americanos faturam milhões com este mercado. Legal, né? Mas será que é tudo um mar de rosas? Vale a pena mesmo fazer o licenciamento de produtos digitais americanos?

Vantagens de comprar licenciamento de produtos digitais americanos

Comprar licenciamento de produtos digitais americanos

1 – Um produto do ZERO em menos de 30 dias

Uma das grandes vantagens do produto PLR é que você não precisa gastar meses produzindo conteúdos para lançar seu produto e ganhar com infoprodução.

Na verdade, sabemos que, quanto mais o tempo passa sem lançar seu produto e produzindo conteúdo, mais fácil será você desistir da ideia, por falta de motivação ou medo dele ser um fracasso.

Esse é um risco que você não corre no PLR. Mesmo que você tenha um outro trabalho integral, pode lançar seu produto em 21 dias. 

Se não quiser usar o produto como ele está, pode juntar informações dos conteúdos que comprou e deixá-lo mais interessante para a sua audiência.

Ou seja: você vai do zero ao lançamento do seu produto em menos de 30 dias e sem precisar gastar muito para isso. O melhor: você pode ser reconhecido pela obra, porque tem o direito sobre ele.

2 – Pode ser usado para várias finalidades

Você quer criar autoridade online? Quer ser reconhecido no mercado? Quer vender sem aparecer? Quer apenas criar conteúdos para blogs? Quer usar um conteúdo para gerar leads?

Você pode fazer tudo isso e muito mais ao comprar licenciamento de produtos digitais americanos. Depois que tiver a licença e baixar o conteúdo, você pode usá-lo como quiser.

Algumas das maneiras de usar sua licença são:

  • Usar como bônus de um produto que já vende;
  • Criar um produto próprio e vender na internet;
  • Combinar com outros produtos e gerar um conteúdo completo e diferente do concorrente;
  • Dividir em artigos para blog (ou comprar packs de artigos prontos para blogs)
  • Fornecer seus conteúdos para clientes (é interessante para quem é redator freelancer)
  • Vende o direito de revenda do conteúdo (nesse caso, o mais comum é comprar licenciamento de produtos digitais americanos com direitos MRR, em vez do PLR)

Esses são alguns exemplos, mas a questão é que, ao comprar licenciamento de produtos digitais americanos, você consegue usar de várias maneiras, dependendo da licença que escolha, sem precisar se desgastar criando conteúdo ou pagando redatores para isso.

3 – Economia de tempo e dinheiro para se tornar produtor digital

Comprar licenciamento de produtos digitais americanos é a melhor maneira de economizar tempo no lançamento de qualquer conteúdo (seja um produto próprio, conteúdo de captura ou bônus para produtos principais).

Isso acontece porque você economiza tempo editando algo já pronto. Como sabemos que, principalmente no mercado digital, “tempo é dinheiro”, sabemos que isso significa uma grana a mais no bolso.

Além disso, os preços de produtos praticamente prontos são abaixo dos praticados por redatores profissionais, por exemplo. 

No caso de compra de um produto praticamente pronto, não precisa gastar muito tempo ou dinheiro para criar conteúdo, páginas de vendas, sequências de e-mail, layouts etc.

Mas é importante lembrar que, para comprar licenciamento de produtos digitais americanos, é necessário traduzir o conteúdo. Claro, sempre existe a opção de usar o Google Tradutor e fazer as adaptações de linguagem depois.

Mas um bom produto precisa ser bem escrito; se você não tem intimidade com a redação, é melhor investir um pouco a mais no início e pagar um tradutor que já vai adaptar essa linguagem.

4 – Pague uma vez e lucre o quanto quiser

Você pode criar um produto genial e que tenha a sua cara, mesmo sem ter que criar do zero. O melhor: você pode lucrar muito com isso sem violar direitos autorais, fazendo tudo dentro da lei.

A grande vantagem de licenciar um produto é pegar o trabalho de outra pessoa, mudá-lo do jeito que quiser, adicionar sua perspectiva e chamar o produto de seu.

Mesmo que você não queira aparecer, esse é um grande negócio, já que você pode vender esses produtos desenvolvidos por experts sem precisar ser um especialista, por exemplo.

Aqui, você pode pagar uma única vez pelo produto e revendê-lo quantas vezes quiser. Licenciar produtos digitais não costuma sair caro, dependendo do que você procura; é possível encontrar bons ebooks e packs de artigos por apenas 7 dólares.

5 – Ganhe 100% das vendas – de R$ 100 a R$ 1.000 por dia

Enquanto no marketing de afiliação você fica limitado ao conhecimento do produtor, às atualizações dele e às exigências feitas por ele, na infoprodução você mesmo decide o que faz com o produto e a estratégia que vai usar para vendê-lo.

Ao comprar licenciamento de produtos digitais americanos, você pode ser usá-lo com várias estratégias que ache mais interessantes para atrair seu público e garantir o sucesso do produto.

Ah, e eu preciso desmistificar algo aqui: você não vai precisar, necessariamente, ter um site para conseguir vender o seu produto. 

É possível criar anúncios e enviar o lead direto para a página de vendas do produto (que pode ser feita até mesmo com a plataforma que adicionar o produto, por exemplo).

Enquanto muita gente acha que vai precisar de muito dinheiro para pagar conteudistas, sites, designers e outros profissionais para lançar um produto no mercado, você pode surfar na onda do licenciamento enquanto a praia ainda está vazia.

Desvantagens de comprar licenciamento de produtos digitais americanos

1 – Precisa traduzir o material

Se você quer apenas copiar e colar, comprar licenciamento de produtos digitais americanos não é para você. Claro, você economiza energia, tempo e dinheiro ao licenciar um produto, mas não é mágica, é preciso trabalho (assim como tudo que gera um grande lucro).

Por isso, depois que comprar o seu produto americano, vai precisar traduzi-lo, deixar com a linguagem daqui do Brasil (que é mais uma questão cultural) e, se possível, adicionar algumas informações para que se diferencie no mercado.

2 – O lançamento é por sua conta

Assim como todo infoproduto, o lançamento e gasto com anúncios é feito pelo autor do conteúdo – nesse caso, você.

Apesar de receber 100% dos valores dos produtos vendidos, o gasto de divulgação também é seu; essa é uma das diferenças para a afiliação, por exemplo.

Não acredito que esse seja um ônus tão grande, já que, até na afiliação, é preciso investir em conteúdos e anúncios para conseguir vender pelo seu link. E, se for um produto concorrido, você ainda vai ter que se diferenciar dos seus afiliados concorrentes.

3 – Se não editar corretamente, tem risco de conteúdos iguais

Esse é um risco que eu preciso te alertar! Ao comprar licenciamento de produtos digitais americanos, várias licenças dos produtos ficam disponíveis – geralmente, em torno de 50. Isso significa que você não será o único comprando aquele conteúdo para revender.

No caso dos sites americanos, a vantagem é que, por ser um mercado ainda pouco conhecido no Brasil, é difícil que alguém compre o mesmo produto que você.

Mas, mesmo assim, fica o meu alerta: traduza seu conteúdo e edite também; adicione informações da sua experiência, junte conteúdos diferentes (mesmo se forem outros PLRs) para tornar um conteúdo mais completo ou mude a linguagem para o seu público em específico.

Caso você queira comprar em sites de PLR nacionais, é preciso tomar uma atenção redobrada na edição do conteúdo para não vender produto duplicado, já que outros produtores brasileiros vão comprar o mesmo conteúdo que você.

Outras vantagens rápidas de comprar e revender produto PLR

– Experiência e Know How de várias pessoas que desenvolveram os produtos que você comprou, tornando mais fácil criar um produto de excelência.

– Consegue entrar em um novo mercado em 21 dias como infoprodutor, sem depender de vendas de afiliação.

– Custa menos tempo e recursos do que fazer tudo sozinho do zero.

– Ainda é um mercado desconhecido no Brasil; grandes produtores já usam o licenciamento, enquanto muitos ficam a ver navios porque demoram muito a lançar produtos.

– O que mais trava as pessoas é não saber o que vender; ao comprar licenciamento de produtos digitais americanos, você tem produtos quase prontos, basta adaptá-los.

– Tenha uma direção no lançamento dos seus produtos; mesmo que você saiba escrever, vai ser bom ter um produto quase pronto te apontando a direção e complementando o que você já tem de conhecimento.

O que você pode fazer com seu produto PLR?

Não tem uma regra para isso, mas, geralmente, você pode:

  • Doar o material que comprou (para capturar leads, por exemplo)
  • Combinar com outros materiais e fazer um grande e completo produto
  • Dar o material como bônus a um produto principal
  • Usar como conteúdo para sites
  • Dividir em artigos para lançar em blogs
  • Colocar os direitos do material em leilão
  • Fornecer seu material como conteúdo para sites de membros
  • Vender os direitos de revenda para outras pessoas
  • Editar completamente o material
  • Traduzir para outras línguas
  • Incluir informações no material
  • Usar seu nome no produto

Apesar do que falei aqui, é importante sempre ficar de olho na página de vendas do produto PLR que vai comprar e conferir o que realmente sua licença permite antes de tomar sua decisão.

Comprar licenciamento de produtos digitais americanos vale a pena?

Do meu ponto de vista e dos resultados que já vi vários alunos do DSB contando, por exemplo, licenciar produtos digitais em Inglês é a melhor maneira de lançar seu produto rapidamente no mercado e começar a ganhar de 100 a 1.000 reais por dia ainda esse mês.

Por isso recomendo que você participe do próximo Digital Sem Barreiras, do Romualdo Cronemberger e da Cris Franklin, que vão te pegar pela mão e fazer com que você lance seu produto licenciado rápido e já comece a lucrar.

Eles estão estão falando justamente isso e possuem um método pronto, rodando e gerando resultados, para colocar qualquer novo negócio, com base em licenciamento, em 21 dias no mercado.

Quer ajuda para parar de procrastinar e lançar seu produto ainda esse mês? Clique no botão abaixo!

Opa,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PARTICIPE DA NOSSA COMUNIDADE

Faça parte da nossa comunidade no Facebook para conhecer novos empreendedores, trocar informações e dúvidas.